Arquivos

[TOP 5] Os Melhores Amigos

No Dia Internacional do Amigo, escolhemos 5 relações de amizades que
 fazem as histórias que lemos ainda mais marcantes! 🙂

  1. Em e Dexter
    Livro: Um Dia
    Autor: David Nicholls

Em e Dexter tornam-se amigos da noite para o dia (literalmente!). Uma amizade que vai se estender por 20 anos, e passará por muitas brigas, amores, distância, escolhas, tempo, mágoas. Mas sobreviverá. Em e Dexter são daquele tipo de amigo que diz o que precisa ser dito, que não faz vistas grossas para o erro do outro, e que busca fazer com que o outro seja o melhor que puder ser. É muito bom ver a amizade deles amadurecendo ao longo de todos os anos!

um-dia-foto-2

Em e Dexter

*Imagem daqui

 

2. Carmem, Tibby, Lena e Bridget
Livro: A Irmandade das Calças Viajantes
Autora:  Ann Brashares 

Carmem, Lena, Tibby e Serena Bridget são amigas desde pequenas e já passaram por muitas coisas juntas: perdas, divórcio dos pais, rebeldia… E também, sempre passaram as férias de verão juntas. Mas dessa vez será diferente. Cada uma vai para um canto viver suas próprias aventuras. A amizade será marcada pela descobertas que farão sozinhas e dramas que precisarão suportar sem a presença do grupo. Mas também mostrará o poder da amizade (simbolizada num jean mágico) que alcança o outro, não importa a distância e circunstâncias. O mais bacana é ver como elas são diferentes entre si, e talvez por isso mesmo, se completam tão bem.
P.s: me deu vontade de assistir pela 17ª vez os filmes. 

Jeans-Viajante

Carmem, Tibby, Lena e Bridget

*Imagem daqui

3. Leola e Nyneve
Livro: A história do rei transparente
Autora: Rosa Monteiro

Há amigos que aparecem em nosso caminho quando mais precisamos. Às vezes, nem sabemos o quanto precisamos, mas depois que recebemos tal amizade, não poderíamos dizer como aguentamos tanto tempo sem ela.
É assim que Nyneve aparece na vida de Leola. Uma amizade que trará conforto, que as tornará mais fortes, que permitirá que elas enfrentem as dificuldades de cabeça erguida. Uma amizade digna de se ver!
P.s: quero muito reler essa história que amo, e aproveitarei para escrever um post sobre ela.

– Não quero amigos.
– Queres, sim. E, ademais, precisas de mim.
– Por que pensas isso?
– Porque se vê que estás muito sozinha e tens medo.
Minha garganta se fecha com um nó de repentina dor. Luto contra a emoção, irritada por minha própria debilidade.
– Como te chamas? – pergunta Nyneve suavemente.
– Leola – respondo com voz estrangulada.
E depois, para não desabar, conto-lhe tudo.

4. Pequeno Príncipe e Raposa
Livro: O Pequeno Príncipe
Autor: Antoine de Saint-Exupéry

O livro O Pequeno Príncipe é cheio de doçura. E um dos momentos mais doces é quando o Pequeno Príncipe e a Raposa cativam um ao outro. A amizade é justamente isso: vamos abrindo as portas da nossa vida ao outro, às vezes bem devagarinho, quase desconfiados. E então, quando percebemos, estamos cativados. O outro faz parte de nós e nossa vida fica cheia de sol.

– Tu não és para mim senão um garoto inteiramente igual a cem mil outros garotos. E eu não tenho necessidade de ti. E tu não tens também necessidade de mim. Não passo a teus olhos de uma raposa igual a cem mil outras raposas. Mas, se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro. Serás para mim único no mundo. E eu serei para ti única no mundo…

5. Quentin, Ben e Radar
Livro: Cidades de Papel
Autor: John Green

Quentin, Ben e Radar são divertidos, bagunceiros e topam qualquer coisa em nome da amizade. Juntos, em apoio a Quentin, vão viver uma das suas maiores aventuras, a busca de Q por Margot. Eles vivem naquela fase de gracinhas sobre os “defeitos” do outro, pura zoação, mas quando precisam falar sério sobre o que não gostam, não se intimidam, agem como adultos. Essa amizade leve e “eterna” da fase de adolescência é uma das coisas que mais sinto saudade!

Cidades-de-Papel

Quentin, Ben e Radar

*Imagem daqui

 

Compartilhe conosco outros livros que tratam belas histórias de amizade 🙂

E para todos os nossos leitores e amigos blogueiros, Feliz Dia do Amigo!

Anúncios

[TOP 5] Os cenários mais lindos

Quem nunca quis entrar num cenário só para ver de perto um castelo, sentir um perfume, andar num jardim florido, provar de uma fonte, tocar uma árvore?  Pois eu, sempre!
Fantasiosos ou reais, conto para vocês 5 cenários que eu gostaria de incluir no meu roteiro de viagens. Vem comigo? 

  1. Nova Nárnia, de As Crônicas de Nárnia

Nárnia, criada por C.S. Lewis, já é um lugar cheio de encanto, lindo, novas cores, animais falantes, o poderoso Aslam… Sim, adoraria conhecer Nárnia. Mas quando cheguei à história “A Última Batalha”, final de As Crônicas de Nárnia, o coração se aqueceu ainda mais, de desejo de conhecer a Nova Nárnia.

Para não pecar na descrição (até porquê não há como descrevê-la), e no que senti ao ler a tentativa do autor, reproduzo aqui o trecho:

“Os campos da Nova Nárnia eram muito mais vivos: cada rocha, cada flor; cada folhinha de grama parecia ter um significado ainda maior. Não há como descrevê-la: se algum dia você chegar lá, então compreenderá o que quero dizer. Foi o unicórnio quem resumiu o que todos estavam sentindo. Cravou a pata dianteira no chão, relinchando, e depois exclamou: Finalmente voltei para casa! Este sim, é o meu verdadeiro lar. Aqui é o meu lugar. É esta a terra pela qual tenho aspirado a vida inteira, embora até agora não a conhecesse. A razão porque amávamos a antiga Nárnia é que ela, às vezes, se parecia um pouquinho com isto aqui”. 

É como se eu sentisse saudade de um lugar em que nunca estive!

Narnia

Não há representação de Nova Nárnia. Mas essa imagem, que representa o caminho para o País de Aslam, é linda. Ela aparece no filme “O Peregrino da Alvorada”

  1. Lothlórien, de O Senhor dos Anéis

Esse reino Élfico, criado por J.R.R. Tolkien, é governado pela linda Galadriel. Lothlórien é uma floresta pra lá de bela e encantada. Nela crescem as flores Elanor de cor dourada e formato de estrela (estrela-do-sol) e o Niphredil, flor branca também em formato de estrela (estrela-da-terra). Em Lothlóriem também tem a árvore Mallorn, que tem casca prateada, e suas folhas são verde-pálido por cima e prateada por baixo.

Como se não pudesse ficar ainda mais lindo, no outono as folhas ficam douradas e na primavera, elas se abrem. Consegue imaginar?

Lothlorien1

Lothlorién

  1. Pemberley, de Orgulho e Preconceito

Orgulho e Preconceito, de Jane Austen, é uma das minhas histórias preferidas, e claro que o cenário inglês contribuiu para que ganhasse esse posto. Vamos à Pemberley, o casarão do Mr. Darcy. É lá que Elizabeth começa a ter uma percepção mais gentil sobre Mr. Darcy. Além da caseira fazer elogios ao senhor na ausência dele, logo o Mr. Darcy chega e recebe muito bem os convidados, inclusive apresentando com alegria a irmã Georgina.

Imagina só esse ambiente: móveis provençais, castiçais de vidro, escadarias, quadros, salas enormes (ah, uma dessa para passar a tarde lendo)… E do lado de fora, jardins lindos, bem cuidados, verdinho!

Como todo jardim inglês,  certeza que o de Pemberley seria perfeito!

Chatsworth-2

Chatsworth House – Mansão que representou Pemberley na minha versão de filme preferida

4. Líbano, de Asas Partidas

Asas Partidas, de Khalil Gibran, tem como cenário a primavera de Beirute, Líbano. Antes de conhecermos a história bela e triste de amor de Selma Karamy e Gibran, adentramos nesse cenário real, mas que parece encantado.

Os jardins são repletos de flores típicas, a terra é coberta de grama verde, e, utilizando as palavras cheias de poesia de Gibran, as “laranjeiras e macieiras, como bailarinas ou noivas enviadas pela natureza para inspirar os poetas e agitar a imaginação, vestiam-se de brancos adornos de flores perfumadas… Beirute na primavera é como uma noiva, uma sereia sentada às margens de um riacho, aquecendo sua pele macia sob os raios solares”.

Ah, quem sabe um dia eu sinta esse perfume e veja tudo de pertinho!

tumblr_o3bagat1uo1rexkjko1_500

Primavera no Líbano. Imagem de @sacha_al_aref_photography

5. O lago, de O Caderno de Noah (Diário de uma Paixão)

A história Diário de Uma Paixão é uma das minhas preferidas do Nicholas Sparks. E um dos cenários que me fez me imaginar lá, ao lado do meu amor (onde será que ele está? rsrs), é um lago sem nome. A única informação que o autor dá é que é um lago de cerca de cem metros de largura, alimentado pelas águas do ribeiro de Brites. Mas isso é o de menos.

Tal lago se tornou especial porque por uma brincadeira da natureza, cisnes de tundra e gansos do Canadá resolveram descansar por lá. Milhares deles. Todos flutuando juntinho, quase escondendo a água. A expressão de Allie diz tudo:

– Oh, Noah – disse ela por fim baixinho -, é maravilhoso.

Eu, que morro de medo de água, nem pensaria em tal medo se tivesse a chance de estar ali!

Diario-de-uma-Paixao

O lago, no filme Diário de Uma Paixão

 

Bem, esses foram os 5 cenários que escolhi para esse post. Mas os livros já me levaram para tantos lugares especiais, que mesmo que não tenha a oportunidade (ou a possibilidade) de estar lá pessoalmente, é como se já estivesse estado. Esse é só mais um dos privilégios que os livros nos proporciona! ❤

E você, para qual cenário iria?

Bjs!

[TOP 5] Os preferidos de Nicholas Sparks

Para quem gosta de romance, certamente já abriu e leu um livro de Nicholas Sparks. Depois de tantas histórias, notamos muitas coisas similares. Pode ser o cenário, o perfil de um personagem, uma doença, um relacionamento que precisa de perdão. Mas… ainda assim, vez ou outra, faço as pazes com Sparks e volto para os seus livros. Então, aqui vai a lista com os meus 5 preferidos dele ❤

  1. Um Amor para Recordar

Sem pensar 2 vezes, Um Amor para Recordar é o meu número 1 do Sparks, e acredito que nenhum outro tirará ele do lugar. Ele também consta na minha lista de Livros Preferidos.

Conta a história de Landon Carter e Jamie Sullivan, um jovem casal, que naquela fase de pureza e inocência, vivem seu 1º amor. Um amor que surge quando menos esperavam e que impactará para sempre suas vidas. A história também fala de esperança e fé. Fé em Deus e em seus planos, como também, fé no outro. Uma história que me fez sorrir, chorar, crer, e por tudo isso e outras coisas, aqueceu meu coração.

Um-Amor-para-Recordar

“- Eu te amo também – ela finalmente sussurrou. Eram as palavras que eu estava rezando para ouvir” – Landon

2. A Última Música

A Última Música também traz uma história de amor entre dois jovens, Ronnie Miller e Will Blakelee . Mas o amor maior dessa história, e que fez o livro se tornar um dos preferidos, é o amor entre Ronnie e seu pai.

Um relacionamento que foi arranhado, marcado por  mágoas e que acabou afastando Ronnie do abraço de seu pai. Mas nenhuma acusação, grito ou batida de porta poderia fazer com que  Steve desistisse de reconquistar a confiança e amor de sua filha.

Um relacionamento que teve (e aproveitou) a oportunidade de se refazer. Afinal, os relacionamentos são sim frágeis. Mas o amor é forte!

Uma história que envolve perdão, novas chances, recomeço. Achei linda a história e como filha emotiva que sou, chorei muitas vezes lendo esse livro.

A-ultima-musica

“Tinha que ficar mais tempo com ele. Ele precisava ouvir seus resmungos, precisava que ele perdoasse as suas bobagens, que a amasse como a havia amado naquele verão. Precisava de tudo isso sempre”. 

3. O Caderno de Noah (Diário de Uma Paixão)

Há coisas que o tempo não pode levar, e uma delas é o Amor. Em O Caderno de Noah, vemos uma história de amor sendo vivida, escolhida, e depois, preservada.

Noah Calhoun e Allie Hamilton se conhecem quando adolescentes e vivem um grande amor de verão. Mas por decisão dos pais de Allie, que desejam o melhor para a filha (o que inclui um rapaz de nome  e posse), o jovem casal é separado. Eles só voltam a se encontrar muitos anos depois, já adultos. Mas Allie está comprometida. Poderia um amor de adolescente ter a força de mudar sua escolha? E se escolhido, poderia ser mantido apesar de toda a diversidade, como o tempo, as doenças e a idade?

Adorei toda a história, mas os momentos finais são ainda mais lindos. E detalhe: o livro é baseado numa história real. Um livro que merece constar nessa lista.

Diario_de_uma_paixao

“O meu nome em breve será esquecido, mas amei outra pessoa com toda a minha alma e coração e, para mim, bastou-me sempre” – Noah

4. Querido John

Querido John conta a história de um amor que aconteceu com toda a força, mas que precisou ser provado pela distância e tempo.

John Tyree e Savannah Curtis se conhecem quando ele passa uma licença do exército na casa do pai. Ele tem broncas com a vida, mas conhecer Savannah, uma garota meiga e doce, vai quebrantar seu coração. No entanto, em poucos dias, ele precisa retornar para sua base e ela, para a faculdade. Certos do amor que sentem um pelo outro, prometem manter o contato por cartas e que esperarão um pelo outro.

Será que uma promessa poderia ser mantida, apesar da vida que vai acontecendo e das escolhas erradas que inevitavelmente fazemos?

Nesse livro, além de acompanharmos o relacionamento entre John e Savannah, acompanhamos o relacionamento entre ele e seu pai, que é construído de uma forma que eles nunca esperaram, fazendo o livro ser ainda mais especial.

Querido-John

“Então, sinto como se estivesse presenciando um milagre, como, bem devagar, ela ergue o rosto para a lua. Eu a vejo sorver a imagem da lua cheia, inundada pelas memórias libertas, não desejando nada além de fazê-la saber que eu estou aqui. No entanto, fico onde estou e olho para a lua. Por um breve instante, é como se estivéssemos juntos de novo”. – John

5. Uma Longa Jornada

Uma Longa Jornada aborda não uma, mas duas histórias de amor. Ira Levinson, um idoso já bem debilitado sofre um grave acidente de carro, e enquanto aguarda o socorro, se agarra às memórias de sua vida com a esposa, Rute. Uma vida cheia de amor, mas também, de sonhos frustrados. Perder a esposa foi como perder uma parte de si mesmo, e tudo o que lhe resta é o conforto de saber que a amou de todo o coração.

Em paralelo às memórias de Ira, outra história de amor está sendo iniciada. É a de Sophia Danko e Luke Collins. Eles se conhecem e logo estão envolvidos, apesar de serem de mundos diferentes, buscarem coisas opostas e possuírem seus próprios segredos.

Esse livro é um dos preferidos porque depois de muito tempo “brigada” com Sparks, foi com esse livro que fizemos as pazes rsrs. Gostei muito das histórias, dos personagens, dos dramas vividos. Em específico, houve um momento de muitas lágrimas. Talvez tenha sido nesse momento que eu tenha perdoado Sparks.

ira-ruth-letters

“Nossa separação, agora entendo, foi apenas temporária. Quando contemplo as profundezas do universo, sei que está chegando a hora em que a terei em meus braços mais uma vez” – Ira

 

E você, concorda com a lista? Trocaria algum? Compartilhe conosco! 🙂

Meus livros do Sparks:

IMG_20160508_132851437

>> Todos os 5 livros citados foram adaptados para o cinema. Com algumas variações, inclusive, de final. Mas numa visão geral, todos conseguiram traduzir bem a ideia principal dos livros e seus personagens. Curti todos! <<

—————————————————–

IMG_20160131_131329Alessandra Correa,  chegou aos 30, é apaixonada por sobrinhos, livros, Londres, música, séries e chocolate. Sempre com um livro em mãos, adora falar sobre aqueles que marcaram sua vida. E tem como paixão e dom transformar palavras em histórias e poesias, algumas divulgadas aqui: www.momentoempalavra.blogspot.com