Arquivo | julho 2016

Tag dos 50% – Melhores e Piores do 1º Semestre de 2016

Oie!!! Hoje é dia de… TAG! Estou um pouco atrasadinha com ela, e quase não seria do 1º semestre Hehehe. Vamos lá!

Quem me indicou para essa Tag foi a Marcela do Blog Devaneios da Lua e a Alana do Blog Páginas em Branco. Obrigada Menina lindass!!! 🙂

1. O melhor livro que você leu até agora, em 2016
Bem, já vou avisando que sou péssima em superlativos (acho que por isso nunca tive melhor amigo, mas sempre, melhores amigos etc). Então, aí vão os 2 melhores que li nesse ano: Amor de Redenção, de Francine Rivers e Evangelho Maltrapilho, de Brennan Manning.

O-Evangelho-Maltrapilho

Um dos melhores do 1º semestre 2016

2. A melhor continuação que você leu até agora, em 2016
Nesse ano, ainda não li nenhuma continuação. Li O noivo da minha melhor amiga, de Emily Giffin, que vem antes da história Presentes da Vida. Tipo, uma pré-continuação. Mas eu não gostei dele não… então, deixa pra lá rsrs

3. Algum lançamento do primeiro semestre que você ainda não leu, mas quer muito.
O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares, de Ransom Riggs. Não tenho certeza se foi lançado nesse ano, mas foi só recentemente que fiquei sabendo dele e quero muito ler! Então, vou considerar aqui. Posso?

4. O livro mais aguardado do segundo semestre
Me perdoem, mas eu sou bem desligada quanto aos livros que serão lançados. Mas tem um que estou aguardando ansiosamente e certeza, que vou adorar. É o Ilustre Poesia, do Pedro Gabriel (editora Intrínseca). Fica ai a dica de presente hehe

5. O livro que mais te decepcionou esse ano
Sem dúvida alguma, A última Carta de Amor, de Jojo Moyes. Um livro cheio de clichês e com uma trama que não me conquistou.

6. O livro que mais te surpreendeu esse ano
Foi uma boa surpresa o livro Como eu Era antes de você, de Jojo Moyes. No sentido de que eu não botava muita fé nele, e no fim, foi uma leitura muito gostosa. 

7. Novo autor favorito (que lançou seu primeiro livro nesse semestre, ou que você conheceu recentemente)
Nesse primeiro semestre acabei lendo e relendo autores já conhecidos (e admirados) por mim: Brennan Manning, C.S Lewis, Kalhil Gibran, Johannes Mario Simmel, Rubem Alves. E os novos que conheci ainda não conquistaram o posto de favorito.

8. A sua quedinha por personagem fictício mais recente
Sou apaixonada pelo Ethan, do livro Presentes da Vida, de Emily Giffin. Toda a vez que releio o livro, volta a paixão rsrs

9. Seu personagem favorito mais recente
O Michael, personagem do livro Amor de Redenção, de Francine Rivers. Ele me conquistou com sua simplicidade e caráter. E claro, pela força de seu amor por Angel.

10. Um livro que te fez chorar nesse primeiro semestre
Um? Eu sou muito chorona! Chorei com Amor de Redenção, Como eu era antes de você, Tempus Fugit, Presentes da Vida.

IMG_20160714_173825167_HDR

Um dos que me fizeram chorar

11. Um livro que te deixou feliz nesse primeiro semestre
Nesse ano reli o livro Ainda Resta uma Esperança, de Johannes Mario Simmel. Apesar de já ter o lido algumas vezes, ele sempre desperta em mim bons sentimentos.  É um livro que enaltece as pequenas ações, de gente para gente. Ele me deixa feliz, esperançosa quanto à vida e quanto à humanidade.

12. Melhor adaptação cinematográfica de um livro que você assistiu até agora, em 2016.
Adorei a adaptação Como eu era antes de você. Mas também foi a única adaptação que assisti nesse ano de algum livro que tenha lido.

13. Sua resenha favorita desse primeiro semestre (escrita ou em vídeo)
A mais especial para mim foi Amor de Redenção, porque era um livro que eu aguardava muito para ler e que superou as expectativas. Foi o 2º post que fiz para o Blog, e fiz ele com muito carinho, ou como diz meu pai, com esmero. Também adorei escrever o post Meus 30 e os Livros, que foi sobre meu aniversário e o post Um Amor para Recordar, sobre uma das minhas histórias preferidas.

14. O livro mais bonito que você comprou ou ganhou esse ano
A nova edição “O Sol é Para Todos” é de fato linda. Comprei para mim de presente no começo do ano, e estou doida para reler 😉

IMG_20160731_125728016

O mais bonito do 1º semestre 2016


15. Quais livros você precisa ou quer muito ler até o final do ano?

– Olam 2 – Crônicas do Mundo e do Submundo, de L. L. Wurlitzer
– Ilustre Poesia, de Pedro Gabriel
– O Vermelho e o Negro, de Stendhal (estou lendo há umas 2 semanas, e não tá fluindo. Mas quero muito terminar!)
– A História do Rei Transparente, de Rosa Montero (releitura)
– O Sol é para todos, de Harper Lee (releitura)

Bem, aí está os melhores e piores do 1º semestre de 2016. E convido todos vocês para participarem e responderem essa TAG!

E que venham ótimas leituras no próximo semestre,
Bjs
Alê

Anúncios

Série Deixados para Trás

Hi, People! Esse é o primeiro post sobre série. E escolhi para ele a série Deixados para trás.
Espero que gostem!

Deixados para trás é uma série com 13 livros, escritos por Tim LaHaye e Jerry B. Jenkins.
É uma ficção cristã sobre o “temido” Apocalipse, o fim dos tempos.

A história inicia-se logo após o Arrebatamento, evento em que milhões de pessoas e todas as crianças desaparecem da terra num piscar de olhos. Esses são os cristãos que são levados para o céu e poupados de sofrerem a Grande Tribulação, que terá duração de 7 anos.

Rayford Steele é um dos deixados para trás. Ele conhecia a profecia, pois sua esposa era cristã e sempre o alertava. Então, quando se depara com a catástrofe, logo entende o que havia acontecido. Sua filha, a jovem Chloe Steele, também é deixada para trás. Ele, inclusive, se sente responsável por isso, pois nunca incentivou a filha a seguir os passos da mãe.

Eles se juntam a Bruce Barnes, um pastor que sempre pregou à congregação sobre a fé, mas nunca veio a realmente crer, e a Buck Williams, um jornalista famoso e que tem acesso ao poderoso Nicolae, um político romano cheio de carisma e que colocará ordem ao caos, conquistando a confiança de todos. Bem, mas Nicolae está longe de ser o mocinho. Logo ele se provará ser o AntiCristo. E sério, dá medo toda vez que ele aparece na história! rsrs

Com esses 4 personagens iniciais (Rayford, Chloe, Buck e Bruce), que passaram a crer em Deus um pouco tarde demais, é criado o Comando Tribulação, que terá o objetivo de resistir aos ataques do inimigo e fortalecer todos os remanescentes.

A série é cheia de suspense, guerras, conspiração. E conquistou grande público (cristão e não cristãos). Para se ter uma ideia, vendeu mais de 70 milhões de exemplares e foi publicada em mais de 34 idiomas (dados de 2013, fonte).

Mesmo sendo uma obra de ficção, os autores buscaram colocar na narrativa as conclusões e visões de seus estudos escatológicos. De fato, muito da história não condiz com o que eu acredito, mas a li como ficção, sem chatice, e como tal, consegui aproveitar bem a história. E por isso mesmo, é uma das minhas preferidas, que pretendo preservar na minha coleção, para que meus futuros filhos possam um dia ler hehehe

Já li a série inteira por 2 vezes, e em ambas, causou em mim aquela adrenalina diante de situações de terror, perseguição e crueldade. E alivio e alegria diante dos livramentos e vitórias. Só para citar como exemplo de como a história me prendeu, já perdi ponto de ônibus onde deveria descer, e já chorei desesperadamente dentro de ônibus, a ponto das pessoas estranhas sentirem vontade de me abraçar e dizer que tudo ficaria bem.

A série também teve uma versão teen e originou 3 filmes, que representaram muito bem os livros. Mas em 2014 teve uma nova adaptação, O Arrebatamento, com Nicholas Cage. Mas, please, de verdade, não assistam esse. Ficou muito ruim!!!

Tim LaHaye, co-autor, faleceu ontem, dia 25/07, aos 90 anos, deixando mais de 60 livros publicados. E que bom que sua criatividade foi deixada para trás! Fonte aqui.

IMG_20160726_092515649

Minha Coleção Deixados para trás

[TOP 5] Os Melhores Amigos

No Dia Internacional do Amigo, escolhemos 5 relações de amizades que
 fazem as histórias que lemos ainda mais marcantes! 🙂

  1. Em e Dexter
    Livro: Um Dia
    Autor: David Nicholls

Em e Dexter tornam-se amigos da noite para o dia (literalmente!). Uma amizade que vai se estender por 20 anos, e passará por muitas brigas, amores, distância, escolhas, tempo, mágoas. Mas sobreviverá. Em e Dexter são daquele tipo de amigo que diz o que precisa ser dito, que não faz vistas grossas para o erro do outro, e que busca fazer com que o outro seja o melhor que puder ser. É muito bom ver a amizade deles amadurecendo ao longo de todos os anos!

um-dia-foto-2

Em e Dexter

*Imagem daqui

 

2. Carmem, Tibby, Lena e Bridget
Livro: A Irmandade das Calças Viajantes
Autora:  Ann Brashares 

Carmem, Lena, Tibby e Serena Bridget são amigas desde pequenas e já passaram por muitas coisas juntas: perdas, divórcio dos pais, rebeldia… E também, sempre passaram as férias de verão juntas. Mas dessa vez será diferente. Cada uma vai para um canto viver suas próprias aventuras. A amizade será marcada pela descobertas que farão sozinhas e dramas que precisarão suportar sem a presença do grupo. Mas também mostrará o poder da amizade (simbolizada num jean mágico) que alcança o outro, não importa a distância e circunstâncias. O mais bacana é ver como elas são diferentes entre si, e talvez por isso mesmo, se completam tão bem.
P.s: me deu vontade de assistir pela 17ª vez os filmes. 

Jeans-Viajante

Carmem, Tibby, Lena e Bridget

*Imagem daqui

3. Leola e Nyneve
Livro: A história do rei transparente
Autora: Rosa Monteiro

Há amigos que aparecem em nosso caminho quando mais precisamos. Às vezes, nem sabemos o quanto precisamos, mas depois que recebemos tal amizade, não poderíamos dizer como aguentamos tanto tempo sem ela.
É assim que Nyneve aparece na vida de Leola. Uma amizade que trará conforto, que as tornará mais fortes, que permitirá que elas enfrentem as dificuldades de cabeça erguida. Uma amizade digna de se ver!
P.s: quero muito reler essa história que amo, e aproveitarei para escrever um post sobre ela.

– Não quero amigos.
– Queres, sim. E, ademais, precisas de mim.
– Por que pensas isso?
– Porque se vê que estás muito sozinha e tens medo.
Minha garganta se fecha com um nó de repentina dor. Luto contra a emoção, irritada por minha própria debilidade.
– Como te chamas? – pergunta Nyneve suavemente.
– Leola – respondo com voz estrangulada.
E depois, para não desabar, conto-lhe tudo.

4. Pequeno Príncipe e Raposa
Livro: O Pequeno Príncipe
Autor: Antoine de Saint-Exupéry

O livro O Pequeno Príncipe é cheio de doçura. E um dos momentos mais doces é quando o Pequeno Príncipe e a Raposa cativam um ao outro. A amizade é justamente isso: vamos abrindo as portas da nossa vida ao outro, às vezes bem devagarinho, quase desconfiados. E então, quando percebemos, estamos cativados. O outro faz parte de nós e nossa vida fica cheia de sol.

– Tu não és para mim senão um garoto inteiramente igual a cem mil outros garotos. E eu não tenho necessidade de ti. E tu não tens também necessidade de mim. Não passo a teus olhos de uma raposa igual a cem mil outras raposas. Mas, se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro. Serás para mim único no mundo. E eu serei para ti única no mundo…

5. Quentin, Ben e Radar
Livro: Cidades de Papel
Autor: John Green

Quentin, Ben e Radar são divertidos, bagunceiros e topam qualquer coisa em nome da amizade. Juntos, em apoio a Quentin, vão viver uma das suas maiores aventuras, a busca de Q por Margot. Eles vivem naquela fase de gracinhas sobre os “defeitos” do outro, pura zoação, mas quando precisam falar sério sobre o que não gostam, não se intimidam, agem como adultos. Essa amizade leve e “eterna” da fase de adolescência é uma das coisas que mais sinto saudade!

Cidades-de-Papel

Quentin, Ben e Radar

*Imagem daqui

 

Compartilhe conosco outros livros que tratam belas histórias de amizade 🙂

E para todos os nossos leitores e amigos blogueiros, Feliz Dia do Amigo!