Nós

Hi, people! O post de hoje é sobre “Nós”, de David Nicholls, um livro que me acompanhou num momento muito especial. Como tal, marcou minha vida!

Tudo começou com “Um Dia“. Um livro que me conquistou, me fez trocar mensagens indignadas com uma amiga que também estava lendo o livro, que me fez chorar dentro de um ônibus. Um livro que me trouxe duas paixões: a história de Emma e Dexter ( ❤ e snif!) e o autor David Nicholls.

Então, depois de ler “Um Dia”, aguardei ansiosamente pelos próximos lançamentos. Pois sou assim. Sempre estou em busca de novos autores, e quando encontro um livro que me cativa, logo corro para todos os outros do autor, acreditando que ele também terá mandado muito bem nas outras histórias. Raramente erro.

Tanto “Resposta Certa” (2012) como “O Substituto” (2013), ambos publicados pela Editora Intrínseca, não me decepcionaram. Livros adorados, divulgados e compartilhados entre os amigos.

O que me atrai nas histórias de David Nicholls é que elas vão além do romance. Seus personagens são divertidos, passam por situações inusitadas, e também buscam respostas sobre questões profundas sobre a vida, os relacionamentos e autoconhecimento. Sem querer comparar (mas já comparando), suas histórias são bem diferentes do Nicholas Sparks. Nada de casal se conhecendo, se apaixonando à primeira vista, sofrendo algumas dificuldades, e por fim, felizes para sempre.

Quando finalmente chegou “Nós”, depois de 2 anos de saudade de Nicholls, fiquei super animada. Em algumas semanas faria uma viagem longa (12 horas de voo), e como não consigo dormir nesse tipo de viagem, o livro foi reservado para me acompanhar.

Enfim chegou o tão esperado dia da viagem, e lá estava o livro na mochila, junto de passaporte, tickets, documentos, orientações, meu Deus não posso esquecer nada!

Avião decolado, oração feita, livro aberto. Mas ele não conseguiu prender minha atenção de jeito nenhum. Acredito que estava com tanta expectativa de tudo o que eu viveria na viagem, que coitado, ele não teve muita chance de me conquistar. Não posso culpá-lo por isso.

Na viagem, estava vivendo um milhão de coisas, vivendo o meu sonho, então, apenas a noite, antes de dormir, voltava para o livro. Também era um jeitinho de trapacear (pois a ideia era apenas falar, ler e ouvir em inglês durante a viagem. Mas não deu).

Nós conta a história conta de como Douglas Petersen, 54 anos, é surpreendido pela esposa, Connie, que lhe pede o divórcio no meio de uma noite qualquer. Eles estão juntos há 25 anos e ele é ainda apaixonado, e não consegue entender como deixou de ser o cara por quem sua esposa se apaixonou.

Apesar da decisão tomada de Connie, eles tem uma viagem programada de 1 mês pela Europa, e Douglas acredita que será uma oportunidade de reconquistá-la e fazê-la se lembrar de quem ele era quando jovem: cheio de sonhos, atitude e humor. E que ele ainda pode ser essa pessoa.

Sempre tive a impressão de que estávamos juntos porque queríamos estar juntos, e porque éramos felizes a maior parte do tempo. Eu pensava que nós nos amávamos. Eu pensava… Evidentemente eu estava enganado, mas estava ansioso para envelhecermos juntos. Eu e você, envelhecermos e morrermos juntos.

Douglas também vê na viagem uma chance de se entender com Albie, o filho adolescente de 17 anos que sofre com as angustias de tantas possibilidades que o mundo lhe apresenta.

Assim, vamos acompanhando essa família durante a viagem deles pela Europa. Mas logo a viagem deixa de ser em família, pois Albie cansado das pressões do pai, resolve se aventurar sozinho. Então, passamos a acompanhar a busca de Douglas pelo filho e também, as memórias que tem, de como conheceu Connie, de como iniciaram a família e de outras dores e dificuldades que enfrentaram. Quando vemos suas lembranças percebemos sua esperança de que essa seja apenas mais uma fase ruim, mas que vai passar.

A viagem é marcada por aventuras, brigas, segredos, perdão, amizade. E por cenários lindos e obras de arte. E diálogos inteligentes e divertidos (marca do Nicholls).

A história mostra como a rotina pode cegar o que admiramos no outro. Que o silêncio pode afastar. Que as pessoas mudam, e os relacionamentos também. E que cabe a nós tirar o melhor aproveito das mudanças. 

“Nós” é um bom livro? Sim. Mas não foi um livro que me cativou, como os outros do autor. Talvez seja o momento que eu estivesse vivendo, no qual eu dei tanto do meu coração e alma, que sobrou pouco para dar ao livro.

O final da história também não foi o que eu gostaria, mas os outros livros de Nicholls também não tiveram o final que eu esperava e mesmo assim, os adorei.

Ah, mas bem pertinho do fim, tem uma cena que eu amei, e me emocionou bastante. É a que Albie fica ao lado do pai, segurando sua mão, num momento de medo.

“-… Bastar deitar aqui comigo, Albie. Eu vou ficar bem. Isso tudo vai acabar bem.
Albie expirou lentamente, apertou a minha mão e esfregou os nós dos meus dedos com o polegar. Uma pena, pensei, recuperar essa intimidade a tal preço. […]
Algumas pessoas, imagino, teriam agradecido a oportunidade de fazer alguma declaração definitiva para o mundo, e diversas formulações passaram pela minha cabeça. Mas todas pareciam muito preocupantes e melodramáticas, e assim, em vez disso, ficamos ali, quietos e silenciosos, imprensados entre as camas, de mãos dadas e esperando a ambulância”.

Quem sabe num outro momento eu dê uma nova chance à história e tenha uma percepção diferente? Só pelo fato desse livro estar presente num momento tão especial da minha vida, devo isso a ele! Devo isso a Nicholls que já me proporcionou tanto com suas outras histórias.

E você, leu Nós? O que achou?

Sinopse

Certa noite, Douglas Petersen, um bioquímico de 54 anos apaixonado pela profissão, por organização e limpeza, é acordado por Connie, sua esposa há 25 anos, e ela lhe diz que quer o divórcio.

Oslivrosquevivi-NosO momento não poderia ser pior. Com o objetivo de estimular os talentos artísticos do filho, Albie, que acabou de entrar para a faculdade de fotografia, Connie planejou uma viagem de um mês pela Europa, uma chance de conhecerem em família as grandes obras de arte do continente. Ela imagina se não seria o caso de desistirem da viagem. Douglas, porém, está secretamente convencido de que as férias vão reacender o romance no casamento e, quem sabe, também fortalecer os laços entre ele e o filho.

Com uma narrativa que intercala a odisseia da família pela Europa – das ruas de Amsterdã aos famosos museus de Paris, dos cafés de Veneza às praias da Barcelona com flashbacks que revelam como Douglas e Connie se conheceram, se apaixonaram, superaram as dificuldades e, enfim, iniciaram a queda rumo ao fim do casamento, Nós é, acima de tudo, uma irresistível reflexão sobre a meia-idade, a criação dos filhos e sobre como sanar os danos que o tempo provoca nos relacionamentos. Sensível e divertido, com a sagacidade e a inteligência dos outros livros do autor, o romance analisa a intrincada relação entre razão e emoção.

Ficha Técnica
Nós
Autor: David Nicholls
Editora: Intrínseca
Ano: 2015
Pág: 384
ISBN: 9788580577037

—————————————————–

IMG_20160131_131329Alessandra Correa,  acabou de chegar aos 30, é apaixonada por sobrinhos, livros, Londres, música, séries e chocolate. Sempre com um livro em mãos, adora falar sobre aqueles que marcaram sua vida. E tem como paixão e dom transformar palavras em histórias e poesias, algumas divulgadas aqui: www.momentoempalavra.blogspot.com

 

 

Anúncios

3 pensamentos sobre “Nós

  1. Oi, Alê!! Esse tema de relacionamentos e o tempo é super complicado mesmo. Dá medo das mudanças e do que pode não dar certo… ainda bem que a literatura nos ajuda a manter os olhos abertos. Bjs!!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Sim, Val. Penso que as mudanças ocorrem lentamente, às vezes de forma imperceptível. É uma palavra mal expressada aqui, um silêncio mais longo ali… e quando damos conta o que temos com o outro mudou! Que possamos zelar pelos nossos relacionamentos 🙂 Bjs

    Curtir

  3. Pingback: A Última Carta de Amor | Os Livros que Vivi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s